O que são redes sociais?

Não há como negar: as redes sociais ocupam um espaço cada vez maior para as pessoas e também para as empresas. Mas você sabe exatamente o que são redes sociais?
redes sociais
Andress Bento

Andress Bento

CEO da PostSpot

Há expressões que aparecem tanto nas rodas de conversas e na mídia que já nos sentimos bastante familiarizados a elas. É o caso de “redes sociais”.

Afinal, o que são redes sociais?

Redes sociais é como chamamos toda estrutura que une indivíduos com um mesmo interesse no mesmo ambiente. Hoje em dia, a associação entre redes sociais e internet é praticamente automática. Por conta disso, muitos se esquecem de que o conceito de redes sociais é anterior às comunidades digitais que conhecemos hoje.

A análise de interações entre indivíduos é fruto das redes sociais desde o final do século XIX, na sociologia. A transferência desses conhecimentos teóricos sobre redes sociais para o ambiente virtual só começaria a ocorrer na década de 90.

Em 1994, o Geocities começava a criar comunidades próximas do que conhecemos como redes sociais digitais. Ainda assim, a função do Geocities era hospedar sites. A formação de uma rede social ainda era algo orgânico. Não havia o conceito de rede social aplicado a mecânicas e ferramentas voltadas à interação.

A primeira rede social moderna considerada por muitos surgiria em 1997, com o site SixDegrees.com. Nela, funcionalidades como a criação de um perfil e a possibilidade de adicionar outras pessoas já surgiam, perto do que veríamos em sites já nos anos 2000. Sites como o Orkut, MySpace e Facebook despontariam como exemplos de sites voltados para a interação de seus usuários. Iniciava-se, assim, o conceito moderno de redes sociais.

Atualmente, o impacto das redes sociais já ultrapassa o ambiente virtual. A presença de empresas em redes sociais e mídias sociais tem uma importância estratégica cada vez maior. Todo mês, 45% dos brasileiros acessam o Facebook. Além disso, mais de 40 milhões de micro e pequenas empresas brasileiras têm seu espaço nessa rede.

Diferença entre redes sociais e mídias sociais

Com a popularização de funcionalidades e a integração dos canais virtuais, é comum que se confundam redes sociais com mídias sociais. Enquanto redes sociais são estruturas formadas por pessoas com interesses em comum, as mídias sociais são as tecnologias que tornam essa comunicação interativa.

Exemplos de mídias sociais podem ser vistos em sites como o YouTube, blogs e as próprias redes sociais. É possível fazer um paralelo das mídias sociais com as mídias tradicionais. Antes, tínhamos uma comunicação de cima para baixo com canais de TV, rádios e jornais. Hoje, com a internet, a interação e o relacionamento são horizontalizados, permitindo que todos possam interagir.

Resumidamente: mídias sociais são as tecnologias que permitem que pessoas se unam. Já as redes sociais são as estruturas que surgem quando essas interações geram interesses em comum.

Quais são as vantagens das redes sociais para empresas?

A presença das empresas em redes sociais não é algo aleatório. Afinal, redes como o Facebook concentram um grande público, que pode interagir com marcas e gerar oportunidades para que a empresa:

1. Conheça os segmentos de seu público

Dados e interações dos usuários são uma informação valiosa para empresas. Redes como o Facebook, Instagram e Twitter sabem disso, e oferecem serviços de segmentação para que empresas possam focar em seu alvo.

2. Personalize seu relacionamento

Cada rede social, como veremos a seguir, tem seu propósito. Empresas podem aproveitar essa oportunidade para um relacionamento mais próximo com seu cliente. Isso faz com que seu contato seja personalizado e direto.

3. Mostre sua proposta, personalidade e visão

Uma rede social é uma vitrine para milhares de pessoas diariamente entrarem em contato com sua marca.

4. Aproxime-se de seu público

Sua audiência compartilha diferentes gostos, necessidades e conteúdos que podem mudar totalmente a percepção da empresa sobre seu público. Conhecer o público a partir das redes sociais é de extrema importância para se conectar mais profundamente a ele.

5. Tenha controle de sua marca

Empresas que não têm presença em redes sociais não sabem como sua marca está sendo tratada nesses ambientes. Trabalhar a marca nas redes sociais é crucial para que se crie um ambiente mais controlado.

6. Comunique-se pontualmente

Ter um canal oficial permite que a comunicação entre empresa e público seja mais dinâmica. Assim, avisos de promoções, mudanças e informações urgentes podem ser publicadas nas redes sociais da empresa.

7. Venda seus produtos e serviços

Atualmente, redes sociais oferecem ferramentas para que sua empresa possa anunciar e vender diretamente seus produtos e serviços. Tudo isso com a possibilidade de atingir um público já predisposto a fechar uma venda.

8. Tenha competitividade no mercado

As redes sociais, diferentemente de canais mais tradicionais, não exigem um alto custo de investimento. Dessa forma, mesmo empresas de pequeno porte têm a oportunidades de conquistarem espaço no mercado investindo em canais digitais.

Os diferentes tipos de redes sociais

Redes sociais são definidas por suas interações. Assim, mesmo que existam funcionalidades semelhantes, os tipos de redes sociais possíveis são bastante variados. Tudo depende dos objetivos dos usuários que a utilizam. Assim, podemos ter:

Redes sociais de relacionamento

Redes sociais com o foco em relacionamento são as mais conhecidas. É o caso de Facebook, Instagram, Twitter, entre outras. Apesar de todas as redes sociais terem o propósito de relacionamento, essas são as redes precisamente com esse foco.

As ferramentas de publicações de redes sociais de relacionamento são, geralmente, feitas para gerar uma experiência personalizada para seu usuário. Assim, a comunicação pode ser personalizada de acordo com os contatos, grupos ou páginas que ele deseja acompanhar e interagir.

Redes sociais de nicho

Interesses específicos, muitas vezes, geram a criação de redes sociais de nicho. Assim, pessoas interessadas em um determinado assunto podem se reunir, discutir e até mesmo produzir conteúdo sobre esse assunto.

Esse é o caso de redes sociais como o Filmow, voltada para fãs de filmes e séries. Ou, ainda, sites como o Fanfiction.net, dedicado a fãs de franquias que produzem contos e histórias sobre seus universos. Redes sociais de nicho abrangem diversos públicos e propostas, permitindo inúmeras possibilidades e tipos dentro de sua classificação.

Redes sociais profissionais

Trata-se de redes sociais com foco para relacionamentos profissionais. Podem ser voltadas para a divulgação de projetos, a busca por novos empregos, o cadastro e a apresentação de currículos, entre outras atividades relacionadas.

A rede social profissional mais popular é o Linkedin, com 500 milhões de usuários em 200 países. Redes sociais de relacionamento, como o Facebook, também podem ser utilizadas para esse fim.

Considerações finais

Redes sociais permitem que uma empresa possa se aproximar de sua audiência e compartilhar conteúdo de relevância para seus clientes. As de maior abrangência, como Facebook, acabam sendo um pré-requisito para qualquer negócio.

Já redes sociais menores (como é o caso das redes profissionais e de nicho) podem potencializar aspectos e ações de marketing específicas de sua empresa. Por isso, é importante saber mais sobre redes sociais, conhecer cada uma delas, suas possibilidades e linguagem. Assim, sua estratégia pode ser potencializada, atraindo seus clientes para sua proposta.

Gostou? Compartilhe e ajude outras pessoas!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário