Como definir os objetivos e metas do negócio

Impulsione a sua gestão estratégica com a metodologia OKR para definir seus objetivos e metas. Descubra como usá-la no seu negócio.
Como definir os objetivos e metas do negócio - PostSpot

O lançamento de dardo é uma tradicional prova olímpica que envolve arremessar uma espécie de lança o mais longe possível. Para isso, o atleta usa sua força e habilidade para que esse instrumento atinja uma alta velocidade, em alguns casos mais de 100 km/h. Fazendo uma analogia com o mundo corporativo, o método OKR “arremessa” a empresa na direção de seus objetivos e metas.

O que é a metodologia OKR?

Lá nos anos 50, Peter Drucker (considerado o pai da teoria de administração moderna), já dizia a famosa frase “O que não se pode medir, não dá para gerenciar”. Com base nesse pensamento, ele desenvolveu a metodologia de gestão APO (administração por objetivos).

Embora ainda seja utilizada no mundo corporativo, a APO possui um modelo de gerenciamento sistemático e rígido. No passado, funcionava bem, mas no contexto atual no qual as empresas crescem rápido e sofrem constantes mudanças, esse conceito não se encaixa tão bem.

Daí, como que prevendo o cenário moderno cheio de startups e modelos inovadores de negócios, Andrew S. Grove (ex-CEO da Intel) desenvolveu a metodologia OKR (Objectives and Key Results). Porém, o conceito ganhou projeção quando John Doerr (grande investidor americano) mostrou o OKR para uma empresa em que injetava capital: o Google.

Não é preciso dizer que essa sugestão deu muito certo. Em quase duas décadas, o Google firma-se como uma das organizações mais sólidas e inovadoras do mundo. Já o John Doerr ensina com muito orgulho o segredo da definição de objetivos e metas em um TED fantástico!

Why the secret to success is setting the right goals | John Doerr

Em resumo, a metodologia OKR usa uma fórmula simples: “eu vou” (objetivo) e “medido por” (conjunto de resultados-chave). Destrinchando essa “matemática”, entendemos que os objectives (O) são os direcionamentos claros apontados pela empresa. Já a key results (KR) são as metas que influenciam diretamente no alcance do objetivo.

Além disso, os objectives são qualitativos e as KRs quantitativas. Ficou difícil entender? Vamos exemplificar, digamos que o objetivo de marketing da empresa seja aumentar a sua base de leads. Uma ótima KR seria atingir 3000 leads por meio da mídia paga.

Quais são os benefícios desse conceito?

Podemos apontar inúmeras vantagens com a utilização do OKR na definição de objetivos e metas. Mas citaremos as que têm um impacto maior na gestão estratégica do negócio.

Aumento da clareza

De acordo com um estudo pela Gallup, a falta de um entendimento claro dos metas da empresa resulta no desalinhamento, na falta de engajamento e da baixa produtividade da equipe. Essa pesquisa ainda apontou que 72% dos millenials (profissionais jovens) sentem-se mais motivados a atingir um objetivo quando compreendem o que está envolvido no projeto.

Com a implantação da metodologia OKR, os colaboradores conseguem responder com facilidade perguntas importantes, como:

  • Quais são as tarefas prioritárias para hoje?
  • O que preciso fazer para alcançar os objetivos e metas da empresa?

Sabe qual é o resultado desse alinhamento interno? Os colaboradores “arremessam o dado” juntos, ou seja, se movem e canalizam seus esforços na mesma direção.

Fortalecimento do foco

Entre as boas práticas do OKR está a conferência regular dos objetivos e metas. Alguns profissionais gostam de fazer isso diariamente, enquanto outros, semanalmente. Esse acompanhamento é essencial para mensurar o sucesso das KRs e manter o foco no direcionamento dos projetos.

Dessa forma, é possível prever o resultado do final de um trimestre e, caso necessário, modificar algumas estratégias para que a meta estabelecida seja alcançada. Sendo assim, fica mais fácil dos colaboradores atingirem os alvos com excelência e ter aquela satisfação de que realizarem um grande feito.

Esse é um desejo comum de muitos profissionais, segundo uma pesquisa da Leadership IQ. Esse estudo ressalta ainda que o alcance de metas extraordinárias deve ser um dos focos da definição de objetivos.

Reforça a cultura de dados

As decisões tomadas com base em dados são compatíveis com o OKR. Nessa época de business intelligence, big data e inteligência artificial, a empresa que possui uma cultura data-driven consegue definir metas ousadas e eficientes.

Com base nesse estudo dos dados, a organização pode estipular objetivos e metas em curto, médio e longo prazo. Desde um aumento no número de clientes até a exploração de um novo mercado (oceano azul).

Como definir objetivos e metas usando o OKR?

1. Determine o objetivo

Para desenvolver um OKR para o seu negócio é preciso seguir alguns passos fundamentais. O primeiro é determinar um grande objetivo anual para a organização. Em seguida, traçar as metas que serão alcançadas durante os trimestres que compõem o ano.

2. Crie os Resultados Chave

Então, chega a fase da criação de 3 a 5 KRs para cada uma das metas trimestrais. Essas key results serão mensuradas semanalmente e mensalmente para entender a sua efetividade e se estão no rumo certo.

Quando chegar ao final de um trimestre, haverá uma análise dos resultados das KRs para adaptações ou mudanças de estratégias, caso seja observado um desvio no caminho para o alcance do objetivo anual. Além disso, novos alvos serão definidos para os próximos 3 meses.

3. Separe os times

Vale lembrar que o OKR anual será desmembrado entre os times internos. Dessa forma, todos podem contribuir para a definição e o alcance das metas. Talvez uma das equipes tenha um objetivo particular, mas que impulsiona a estrutura global de um OKR.

Para facilitar esse planejamento estratégico e o acompanhamento dos resultados dos setores da empresa, uma alternativa interessante é a utilização de sessões OKR Planning. Elas são organizadas em modelo plenária e geram um alinhamento horizontal e vertical das áreas.

Sendo assim, são criados núcleos com profissionais de diversos departamentos para a definição dos OKRs trimestrais com base nos OKRs globais. Antes de um objetivo ou meta ser firmado, ele é apreciado pela alta gestão e aceito ou não para integrar o “polo” de OKRs da empresa.

Um excelente material que auxilia na construção de OKRs é o livro Measure What Matters: How Google, Bono, and the Gates Foundation Rock the World with OKRs (Avalie o Que Importa: Como o Google, Bono Vox e a Fundação Gates Sacudiram o Mundo com os OKRs), do autor John Doerr. Essa obra é como um mapa para o sucesso da gestão estratégica.

Durante a leitura, abre-se um acervo valioso de estudos feitos por gênios como o Bill Gates que demonstram como o foco, a agilidade e o crescimento exponencial proporcionado pelos OKRs tem estimulado o crescimento das organizações mundiais.

Muitos apontam esse livro como um “tutor” da nossa geração de líderes. Sendo assim, é um conteúdo obrigatório para empreendedores que desejam criar objetivos e metas incríveis para a sua empresa.

Compartilhe com seus amigos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

COVID-19: Dicas para ajudar seu negócio a atravessar tempos de crise. Saiba mais.

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site, plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a PostSpot a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.